Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu promovem Mostra Cultura Viva

Atividades de violão do Ponto de Cultura Projeto Aprendendo a Viver (foto: Acervo da entidade)

Atividades de violão do Ponto de Cultura Projeto Aprendendo a Viver (foto: Acervo da entidade)

A Rede de Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu realiza a Mostra Cultura Viva, nesta sexta-feira (05), a partir das 19:30 horas, no CTG Charrua. O encontro irá reunir parte dos trabalhos elaborados pelas entidades que atuam no município, com o objetivo promover o intercâmbio entre os gestores, colaboradores e beneficiários dos projetos, contando com apresentações culturais e um jantar de confraternização.

O evento dos Pontos de Cultura iguaçuenses acontece no período em que várias atividades pelo país marcam a mobilização nacional Semana Cultura Viva. Realizada durante o mês de dezembro, movimento celebra e afirma a importância dos 10 anos de construção da política da cidadania e diversidade cultural brasileira, que culminou com a recente criação da Política Nacional de Cultura Viva.

A confraternização dos Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu surgiu durante o encontro da rede, realizada no mês de novembro, onde foram debatidas questões comuns relacionadas aos ponteiros da cidade, voltadas à organização e ao fortalecimento do programa no âmbito local. Neste encontro, também foi definida a coordenação do coletivo cultural, formada por Sandra Schiavini (Associação Bem Viver), Telma Cherman (Projeto Aprendendo a Viver) e Eliz Carrascoza (Associação Fraternidade Aliança).

Espetáculo de teatro do Ponto de Cultura Foz Encena (foto: Marcos Labanca).

Espetáculo de teatro do Ponto de Cultura Foz Encena (foto: Marcos Labanca).

“É um momento para engrossarmos a mobilização nacional de valorização e de divulgação do Programa Cultura Viva e também de união dos Pontos de Cultura de nossa cidade, celebrando com muita arte e cultura”, informa Sandra Schiavini, integrante da coordenação da Rede de Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu.

A agenda de atividades terá intervenções de teatro, peças de dança, declamação de poesia, música e exposições literárias. Além dos integrantes das entidades e gestores dos projetos, os beneficiários dos Pontos de Cultura também estarão presentes. Das nove instituições que integram a rede, sete confirmaram a apresentação de seus trabalhos durante o encontro.

“Defender e promover a cultura de base comunitária representada pelos Pontos de Cultura significa reforçar as expressões e manifestações próprias de nosso povo. Trata-se de uma ilha de resistência à indústria cultural e sua massificação”, defende Paulo Bogler, representante do Paraná na Comissão Nacional dos Pontos de Cultura (CNPdC).

Apresentação de balé do Ponto de Cultura Dança que Encanta/Provopar (foto: Marcos Labanca).

Apresentação de balé do Ponto de Cultura Dança que Encanta/Provopar (foto: Marcos Labanca).

A Rede de Pontos de Cultura de Foz do Iguaçu possui nove entidades conveniadas atualmente e serão catorze em 2015. O programa é resultado da parceira entre o Ministério da Cultura (MinC) e a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, mediante a gestão compartilhada entre a Secretaria de Educação e a Fundação Cultural.

“É importante que as entidades culturais que desenvolvem ações permanentes entre a comunidade, ao longo de todo o ano, realizem essa mostra de encerramento. Com isso, os Pontos de Cultura se fortalecem e a cidade ganha mais um evento”, diz Arinha Rocha, diretora da Fundação Cultural.

Os Pontos de Cultura iguaçuenses oferecem oficinas e atividades distribuídas nas maiores regiões da cidade. Os projetos são todos gratuitos, voltados para a democratização do acesso à arte e à cultura por meio do exercício da cidadania cultural, envolvendo teatro, dança, música, culturas populares, artes integradas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *